21 de abril de 2021

[Necrologia] Música Zambeziana está de Luto

Foi com profunda dor que recebemos na manhã de hoje dia 21 de Abril de 2021 a triste notícia do Desaparecimento físico do Músico Moçambicano MAFENDE, Natural da Província da Zambézia, distrito de Namacurra vitima de Doenças. Neste momento difícil e de dor endereçamos as nossas Sentidas condolências à família do Malogrado. 
Que a Sua Alma descanse em paz

Mafende nasceu no povoado de Cutinhingule, distrito de Namacurra, província da Zambézia, aos 04 de Novembro de 1923. Nasceu sem problemas de visão, mais tarde aos 15 anos de idade, começou a sofrer cegueira, devido a uma doença que havia-lhe afectado os olhos, causando-lhe feridas, tendo levado muito tempo o seu tratamento no hospital e não teve a cura.

Aprendeu a tocar o ''Ciribó'' e a cantar a música tradicional a partir do seu cunhado – esposo da sua irmã, o Sr. Ricardo Segurar, depois de tornar cego. O pai incentivou-o que continuasse na música, por achar que estava incapacitado de fazer algo diferente naquela altura. Assim, aprimorou os toques do ''Ciribó'', um instrumento típico tradicional, transformando-se num artista popular da música tradicional zambeziana em particular, e de Moçambique em geral. É a única actividade que exerceu até hoje que tomei conhecimento do desaparecimento físico.
Participou em várias edições do Festival de Música Tradicional, Festival de Canto e Dança e Festival Nacional de Cultura (Modelo actual), por vezes como delegado, noutras como convidado de honra.

Foi o primeiro artista moçambicano na Zambézia condecorado com a ''Medalha de Mérito Artes e Cultura'', medalha que ele imponha em todos eventos oficiais.

Fez parte de uma colectânea de música tradicional editado pela Rádio Moçambique ''Kewa Zambézia''; participou ainda na gravação de músicas para vários projectos sobre HIV/SIDA e participou em vários workshop’s sobre música tradicional a nível provincial e nacional.
MAFENDE era um improvisador, trocista e contador de histórias do seu povo, tudo que passava por ele virava música. Nas suas canções desfilavam nomes como o Presidente Samora Machel, entre outros que cruzaram o seu caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todas as músicas fornecidas neste blog são apenas para o uso promocional, umas enviadas pelos próprios artistas e outras fruto de pesquisa por tanto, qualquer reclamação do artista/agente, o artigo será removido imediatamente!

O Blog não assume qualquer responsabilidade por qualquer uso ilegal do conteúdo.

Por favor, compre sempre os CDs originais, apoie os artistas e a sua arte.

Músicas Zambezianas / O encontro de gerações | Todos os direitos reservados: © Knnon Beirão ©2020